Topo

Palavra do Presidente

Página Inicial Nossa Empresa Palavra do Presidente

Vitórias e um novo desafio

O segundo ano seguido de pandemia manteve a economia brasileira em ritmo lento e coube, mais uma vez, ao agronegócio amenizar os efeitos da Covid-19. O segmento se beneficiou da alta do dólar e da valorização dos alimentos para gerar empregos, renda e oportunidades. A alta nas cotações internacionais de grãos e carnes compensou as quebras das safras de soja no verão e de milho no inverno por problemas climáticos. Essa condição permitiu à C.Vale ampliar seu faturamento em 42,21%, fechando o ano de 2021 com receita de R$ 17,44 bilhões. Boa parte dos produtores também se beneficiou dessa conjuntura e conseguiu valores atrativos pelos grãos. 

O desempenho da C.Vale veio acompanhado de benefícios paralelos. Geramos 563 novos postos de trabalho e vamos, mais uma vez, pagar sobras aos associados. Os bons resultados também dão segurança ao produtor ao negociar com uma empresa sólida e garantem à cooperativa a sustentação de que ela precisa para novos investimentos. Em 2021, incorporamos a Cooatol, de Toledo, e demos início às obras da indústria esmagadora de soja. Esse empreendimento, de mais de R$ 600 milhões, será nossa prioridade em 2022 e deverá entrar em operação até o final de 2023.

Para 2022, o desafio, tanto do produtor quanto da cooperativa, será conduzir atividades com custos elevados devido à forte alta no valor dos insumos agrícolas, com o agravante da quebra da safra de verão pelas estiagens. As condições desfavoráveis reforçam o acerto da C.Vale em investir na diversificação de atividades e de sua área de ação. Essa estratégia ajuda a cooperativa a enfrentar com menos dificuldades os anos de vacas magras e dá a muitos associados a oportunidade de também superar esses períodos difíceis com a renda extra gerada pela produção de leite, suínos, frangos, peixes ou mandioca. 

Cautela e planejamento serão ainda mais fundamentais em 2022. Produtores e empresas precisarão avaliar ainda mais criteriosamente os seus investimentos, concentrando recursos nas atividades mais prioritárias e rentáveis. O agronegócio já deu provas mais do que suficientes de sua competência para produzir. O maior desafio, agora, é ser ainda mais eficiente na gestão das atividades para fazer a travessia de um período de turbulências.

Alfredo Lang
Presidente da C.Vale

Fotos