C.Vale

Notícias

09/11/2011 | Diversificação marca os 48 anos da C.Vale

A C.Vale está conseguindo melhorar seu desempenho em 2011 apesar de problemas climáticos e no abatedouro de frangos. O faturamento (soma das vendas) deve chegar aos R$ 2,6 bilhões contra R$ 2,4 bilhões do ano passado, e as sobras que a cooperativa colocará à disposição dos associados no início de 2012 também serão maiores. "Esperávamos um ano melhor, mas os resultados estão sendo bastante razoáveis se considerarmos os prejuízos causados pelas geadas nas lavouras de milho e trigo, e pelo incêndio no abatedouro", disse o presidente Alfredo Lang, ao fazer um balanço das ações da cooperativa no momento em que a empresa completa 48 anos de fundação (7 de novembro).

Lang lembra que o faturamento da cooperativa cresceu 1.700% nos últimos 16 anos e que o retorno distribuído aos associados foi ampliado em 1.400% no mesmo período. Ele atribui esse desempenho à diversificação de atividades e à ampliação de sua área de ação. Em 1994, a cooperativa tinha 29 unidades de negócio e atualmente possui 102 nos segmentos de grãos, indústrias, supermercados, lojas de peças e acessórios, combustíveis e farmácias veterinárias em quatro estados brasileiros e no Paraguai. Para o dirigente, a grande conquista da C.Vale foi a criação de alternativas de renda para os associados. A cooperativa incentivou a suinocultura, a produção de leite e mandioca, e investiu pesadamente na avicultura. Hoje, o complexo avícola da cooperativa industrializa 320 mil frangos/dia e exporta para 50 países. Os municípios envolvidos recebem ICMS proporcional à produção de frangos. O abatedouro emprega funcionários de 27 municípios do Paraná e Mato Grosso do Sul. A C.Vale possui aproximadamente 13 mil associados e 5.500 funcionários. "Investimos mais de R$ 800 milhões nos últimos 16 anos e a maior parte desse valor foi para diversificar nossas atividades. Hoje os associados têm a oportunidade de ampliar suas fontes de renda. Ele não precisa ficar dependendo apenas da produção de grãos, que sempre está sujeita aos problemas climáticos. Quem fez isso aumentou sua renda e conseguiu maior estabilidade econômica", interpreta Lang. Ele complementa dizendo que essa estratégia beneficiou o comércio com maior circulação de riquezas e também ampliou a arrecadação de tributos. Só em 2010 a C.Vale recolheu R$ 127 milhões em impostos e contribuições.

Presidente da C.Vale, Alfredo Lang

Investimentos e Código

Para 2012, a C.Vale planeja investimentos em secagem e beneficiamento de cereais. A cooperativa vai instalar novos secadores de grãos em várias unidades. "Queremos agilizar o recebimento da produção. A colheita está cada vez mais concentrada e as máquinas estão colhendo mais rapidamente. Temos que nos adequar a essa realidade para que o associado perca o mínimo de tempo para entregar a produção", explica.

Sobre o Código Florestal, o presidente da C.Vale torce para que os senadores tenham sensibilidade para aprimorar o texto aprovado pela Câmara dos Deputados. "Esperamos que os senadores tenham bom senso e aprovem a ampliação da isenção da reserva legal para, no mínimo, quatro módulos fiscais para todos os produtores, e preservem o texto que prevê a manutenção do cultivo das áreas com atividades já consolidadas. Esses dois pontos são fundamentais para a renda do produtor e para a competitividade do agronegócio nacional", interpreta Lang.

Abatedouro da C.Vale industrializa 320 mil frangos/dia

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br