C.Vale

Notícias

23/07/2018 | Grande na produção e na diversificação

Família Vincensi produz grãos, leite, suínos e gado confinado em Rio Brilhante e Dourados

Num estado em que boa parte dos grandes produtores tem por hábito fazer a dobradinha lavoura-pecuária, um gaúcho natural de Pejuçara resolveu ir além da tradição de Mato Grosso do Sul. David Vincensi completou, em maio, 40 anos, de uma bem-sucedida mudança do Sul para o Centro-Oeste do Brasil. Em 1978, ele chegou a Rio Brilhante atendendo a convite de um cunhado que havia comprado 4.500 hectares de terra e precisava de ajuda para plantar soja. Começou cultivando o grão em 230 hectares e, na década de 1980, adquiriu 956 hectares no município de Dourados com o irmão Alceu. Em 1983 deu início à trajetória que o levaria à diversificação de atividades. Decidiu investir na suinocultura de ciclo completo começando com 170 matrizes. A aposta deu certo e ele foi ampliando a estrutura. Atualmente, são 670 matrizes que produzem 360 leitões por semana. Depois de passar pelas fases de desmame, creche e crescimento, os animais encerram o período de terminação com 118 a 123 quilos, em até 155 dias. Situada na Fazenda Mata Azul, em Dourados, a granja abriga entre 8.500 e 9 mil suínos. Para dar conta de uma produção desse porte, 26 funcionários dividem as tarefas.

Os bons resultados da atividade e o espírito empreendedor levaram David Vincensi a iniciar uma nova empreitada em 2012. Com 30 vacas, ele deu a largada à produção de leite e foi aumentando o rebanho ao longo dos seis anos seguintes até chegar a 462 animais das raças holandesa e girolando. O produtor tem planos de aumentar o plantel de vacas em lactação de 160 para 180 cabeças. "Estamos investindo em melhoramento genético e vamos ficar apenas com vacas holandesas", revela o associado da C.Vale, que fornece rações da cooperativa aos animais. Um programa de gerenciamento de produtividade registra o desempenho das vacas e permite que os animais mais produtivos recebam maior quantidade de alimentos. Metade do plantel é mantido em sistema composto, um confinamento em que as vacas permanecem num galpão onde os cochos são separados da cama de maravalha por um muro. A produtividade média está entre 18 e 20 litros/vaca/dia.

Em 2016, Vincensi resolveu dar início a um novo negócio. Com 80 bois e 120 vacas, começou o confinamento de gado. Os animais são mantidos em confinamento até os oito meses de idade e a partir daí passam para o regime de semi-confinamento. O plantel está, atualmente, em 3.200 animais Nelore, Aberdeen Angus e Senepol. A cada 30 dias saem da propriedade para o frigorífico 80 bois confinados com peso entre 18,5 e 19,5 arrobas.

A diversificação de atividades é responsável pela maior parte dos 66 empregos gerados pela família Vincensi, mas são os grãos que respondem pela maior parte do faturamento: 62%. Na última safra de verão, os 2.464 hectares de cultivo renderam, em média, 68 sacas de soja/hectare. Este ano, David cultivou 1.960 hectares de milho e, devido à estiagem de abril e maio, espera rendimento médio de 80 a 90 sacas/hectare, bem abaixo das 103 sacas do ano passado.

David Vincensi: 40 anos no Centro-Oeste

GESTÃO

Para dar conta de tantas atividades, David Vincensi tem a ajuda dos familiares. O filho Géferson tem sob sua responsabilidade os negócios envolvendo grãos e o genro Fábio Peres, casado com a nutricionista Letícia, gerencia o confinamento de gado. Guilherme Liberato, genro casado com a médica Andrea, cuida da produção de leite e suínos. David e a esposa Maria Salete Segabinazzi têm, ainda, o filho Rafael, advogado que atua em Campo Grande. Nos jantares de família, nove netos agitam a residência do casal. Além da carne de gado e de suínos, peixe é um alimento frequente na mesa dos Vincensi. Tambacus, dourados, piauçus e pintados ocupam açudes que eles mantêm para consumo doméstico. "Tem peixe de 18 a 20 quilos", assegura David. Casada com David há 48 anos, Maria Salete, gaúcha de Dona Francisca, "entrega" o marido. "Ele é bom de garfo, mas quem prepara o peixe sou eu. Ele faz a maior bagunça na pia e no fogão."

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Mais notícias
C.Vale

C.Vale – Cooperativa Agroindustrial
Av. Independência, 2347 | Palotina – PR
CEP: 85950-000 | Tel: 55 (44) 3649-8181

blz.com.br